V. Guimarães-FC Porto (0-1), dragões fecham época com vitória e atingem recorde do Benfica

FC Porto - Marcano

O FC Porto, campeão nacional 2017/18, acabou a Liga a vencer. Marcano, aos 69 minutos, marcou o golo que valeu o triunfo dos dragões sobre o Vitória de Guimarães, que permitiu aos dragões chegarem aos 88 pontos, igualando o registo do Benfica 2015…

Conceição mudou mais de meia equipa. Fez seis alterações em relação ao jogo com o Feirense da passada jornada. E foi a um ritmo calmo que se iniciou o jogo no D. Afonso Henriques. Sem nada em jogo, o FC Porto já campeão e o V. Guimarães com a Europa afastada do horizonte, as duas equipas entraram em campo com baixa intensidade de jogo.

Numa primeira parte marcada pelo desacerto com a baliza, onde ambas as equipas desperdiçaram boas oportunidades de inaugurar o marcador. No entanto o domínio territorial pertenceu sempre à equipa portista.

No segundo tempo, a toada da partida manteve-se: intensidade baixa, pouca verticalidade e pouca velocidade. Mas o golo haveria de surgir aos 69′. Numa bola parada, lance que se tornou marca registada deste FC Porto de Conceição: livre cruzado bem tirado por Alex Telles e cabeceamento de Marcano.

Uma vitória justa num encontro com poucos objetivos em jogo. Sérgio Conceição aproveitou o jogo para dar minutos a Vaná e Fabiano Freitas, 29º e 30º campeões nacionais. Além disto, havia outros ingredientes que o tornaram especial. O árbitro assistente Nuno Roque realizou o seu último jogo da carreira, tal como Moreno também colocou um ponto final na sua carreira e despediu-se dos adeptos vimaranenses.

Com este triunfo, os azuis e brancos igualaram o Benfica (em 2015/16) no que diz respeito ao recorde pontual do campeonato: 88 pontos.

Fim de jogo. Fim de campeonato para o FC Porto, que segue em festa rumo aos Aliados para a consagração dos campeões.

FC Porto: Vaná (Fabiano, 80m), Maxi, Marcano, Felipe, Alex Telles; Óliver, Herrera, Corona (André André, 72m), Brahimi; Marega e Gonçalo Paciência (Soares, 53m).
Suplentes: Fabiano, Hernâni, Aboubakar, André André, Ricardo, Sérgio Oliveira e Soares
Treinador: Sérgio Conceição.

Veja os melhores momentos do encontro


Deixe uma resposta