Totalmente restaurada a livraria Lello celebra 112 anos


A 13 de janeiro, a Livraria Lello assinala o seu 112.º, apresenta-se completamente restaurada, resgatando todo o esplendor da inauguração em 1906, num dia pleno de eventos que acrescentam um renovado significado aos seus espaços, traçando o rumo para os próximos 112 anos, focados nos livros e nos leitores…

O desgaste provocado por 112 anos de existência e pelos milhares de visitantes que recebe diariamente justifica plenamente esta intervenção de conservação e restauro. As obras de conservação e restauro decorreram ao longo de 2016 e 2017, representaram um investimento de 2 milhões de euros e possibilitaram a abertura ao público de salas até agora reservadas, nomeadamente criando uma oficina viva de encadernação e caligrafia e uma secção dedicada ao livro raro e de luxo.

Na primeira fase da empreitada, terminada em julho de 2016, os trabalhos incidiram na reabilitação da cobertura e no restauro da fachada e do vitral. Na segunda fase, a intervenção centrou-se no interior do edifício, nomeadamente na recuperação completa de madeiras e estuques, na reformulação da instalação elétrica e da iluminação e na instalação de um novo sistema de ar condicionado. De notar que foram realizadas sempre com a livraria aberta ao público.

Para comemorar o 112.º aniversário a Livraria Lello apresenta um programa diversificado de iniciativas abertas à cidade. No sábado do aniversário, será inaugurada a instalação artística “O Rosto do Porto”, numa homenagem à cidade e que incorpora o rosto de 400 portuenses, anónimos e personalidades, reproduzidos em bustos de barro pela artista Ester Monteiro.

As portas abrem-se às 10 horas e será feita uma apresentação das obras efetuadas, durante o dia, há teatro, performances, declamação até ao encerramento, que ocorrerá, simbolicamente, pelas 19,06 horas, recordando a hora de fecho do ano de inauguração da livraria.

Para relembrar o ambiente que recebeu quem entrou, pela primeira vez, na livraria, em 1906, no dia da abertura, haverá uma bailarina a dançar ao som de uma valsa composta por Alfredo Keil há 112 anos, crianças a ouvirem contos de Beatrix Potter e um fotógrafo de chapéu de coco a reconstituir a famosa foto de Aurélio Paz dos Reis tirada na inauguração.

Inaugurada em 1906, a Livraria Lello é considerada a livraria mais bonita do mundo, estando o seu edifício classificado como Monumento de Interesse Público. Atualmente, a Lello é uma das grandes atrações turísticas da cidade do Porto, tendo, em 2017, recebido 1.235.472 visitantes provenientes de todo o mundo.

Notícias Populares