Sérgio Conceição: “Prefiro ter a pressão de estar em primeiro do que ir atrás do prejuízo”


FC Porto e Desp. Aves medem forças pelas 20h15 de amanhã, quinta-feira, Sérgio Conceição diz preferir ter a pressão de estar em primeiro do que ir atrás do prejuízo…

O FC Porto desloca-se até ao terreno do Desp. Aves para disputar a 15.ª jornada do campeonato nacional. Esta quarta-feira, Sérgio Conceição em conferência de imprensa fez a antevisão da partida frente ao Desportivo de Aves, e afirmou que espera dificuldades na deslocação ao terreno do Desportivo das Aves, uma “equipa muito competitiva” que “tem que e quer pontuar”.

A partida frente ao Desp. Aves: A posição do Aves na tabela não coincide com o valor que tem. Já o defrontámos no último ano e é uma equipa muito competitiva, tal como se viu no último jogo que fez. Esperamos as dificuldades normais de uma equipa que quer pontuar contra o campeão nacional, que é sempre motivante. Temos de fazer o nosso trabalho e ir à procura dos três pontos.

Liderança isolada: Os pontos são sempre mais difíceis de conquistar à medida que o campeonato vai avançando. Nós precisamos de ganhar o jogo para continuar, no mínimo, com a mesma distância para o segundo classificado. Prefiro ter a pressão de estar em primeiro lugar do que ir atrás do prejuízo.

Mercado (Herrera e Brahimi): Estão em liberdade? Condicional? (risos) Eles têm contrato. O ano passado tivemos situações iguais. Eu tenho um grupo de trabalho excecional e os jogadores estão comprometidos com os objetivos. Se eles continuarem desta forma, continuam a jogar. Se o rendimento baixar, não jogam, mas isso faz parte da gestão que eu faço. Para o ano, logo se vê.

Muitos jogos fora em janeiro: É menos positivo jogar fora por causa dos adeptos, mas a identidade da equipa é igual. A responsabilidade é igual.

Empate no Aves na última época: Acho que este ano deve ser mais difícil o jogo. É extremamente difícil jogar contra uma equipa como a do Aves, com jogadores muito rápidos nas transições ofensivas.

Conceição, comentou também a entrevista de Pinto da Costa ao Jornal de Notícias, na qual o presidente dos azuis e brancos sublinhou que não iriam sair jogadores chave do plantel: “Não perder ninguém importante já é importante“, disse. Admitindo ainda que pode haver mexidas entre jogadores do plantel principal e da equipa B: “Pode haver uma ou outra situação dessas, jogadores que achamos que seja mais importante que tenham jogos nas pernas“.