Pinto da Costa: “Para não tentar ganhar ia buscar outra vez Lopetegui”

Pinto da Costa - Jorge Nuno Pinto da Costa - caso dos emails

Em declarações aos jornalistas no final do encontro entre os dragões e o Besiktas, Pinto da Costa falou sobre a contratação de Sérgio Conceição, abordando ainda a greve dos árbitros da I e II Liga e o possível retorno de Ricardo Quaresma ao FC Porto…

Pinto da Costa no final do encontro entre os dragões e o Besiktas que acabou empatado a uma bola, elogiou esta terça-feira o estilo de futebol que Sérgio Conceição trouxe ao FC Porto, recordando a sua contratação. O dirigente disse ainda que, se não fosse para melhorar, tinha ido buscar… Julen Lopetegui.

O trabalho do treinador: “Não o contratei para não tentar ganhar ou melhorar, para isso ia buscar o Lopetegui. Para ter um futebol fantástico e positivo, entendi que o Sérgio era o treinador ideal. O Sérgio Conceição não apareceu aqui de paraquedas, o meu objetivo foi sempre a sua contratação. Ouvi que o FC Porto não tinha treinador, que não era capaz de arranjar um… Ele está a demonstrar o seu grande amor ao FC Porto, porque abdicou de muita coisa para vir. Prova que a nossa escolha estava correta“.

O ambiente entre os adeptos: “Ninguém tem dúvidas de que a equipa joga para ganhar, com grande intensidade, e tudo isso se transmite ao público, que está diferente. Não que o público goste mais do FC Porto, mas andava triste e agora está contente com a sua equipa“.

O clássico e o Benfica: “Estamos a falar de coisas sérias, da Champions. Podemos ser apurados e vem falar da estação de um clube que tem zero pontos na Liga dos Campeões. Neste momento não vamos misturar as coisas. Não estamos a pensar no Benfica, está tudo a pensar no próximo jogo, no Aves“.

Reforços e regresso de emprestados: “Se o treinador pediu reforços, só se foi a vocês. Se pedir vamos ver, espero que vocês ajudem. Na altura devida tudo será decidido, não estamos na fase de estudar isso“.

Relação com Pepe e Quaresma: “Tive o prazer de receber a camisola das mãos deles, para recordar o tempo do FC Porto. Sou amigo da grande maioria dos jogadores que passaram pelo clube. Penso que um dia o Quaresma estará de regresso ao FC Porto, seja em que função for, não tenho dúvidas. Sei que ele vai viver no Porto depois de deixar o futebol. O Lucho, já sem estar a jogar no FC Porto, comprou uma casa para ir para lá viver, depois de acabar a carreira de jogador. Isto quer dizer que o clube lhes diz alguma coisa“.

Eventual greve dos árbitros: “Não me diz respeito. Só me preocupa aquilo que me diz respeito. Não sou eu que tenho de tratar disso, é uma questão que, para mim, não existe“.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *